Notícias › 13/06/2013

Amor foi o tema de encerramento da Trezena

Na noite do dia 12 de junho aconteceu o último dia da Trezena dedicada a Santo Antônio, e como esta data é marcada pelo dia dos namorados, o tema escolhido foi o amor, mas para uma reflexão muito além do amor conjugal.

“Somos chamados a não perder o enamoramento pelo Senhor”, afirmou Frei Adriano Freixo, OFM, pároco, que presidiu a Celebração Eucarística.

O pregador convidou a assembléia a uma reflexão a respeito do amor pelo Senhor, que esta relação seja uma eterna paixão por Ele. “Amar é estar em sintonia. Que possamos trocar olhares de amor com o Senhor, estar em sintonia com ele, a sua espera”, acrescentou.

Sobre o dia comemorado, o confrade exortou que este sentimento de entrega, confiança e doação vivido pelos casais apaixonados estivesse também na vida de fé dos fiéis.

Frei Adriano falou ainda da questão da alteridade em nossas relações. “Na vida de quem ama, o responsável pela nossa felicidade é o outro, nunca é uma relação individual”, afirmou.

A paróquia preparou uma lembrança para os presentes, marcando o encerramento da Trezena com um símbolo muito especial: cada um recebeu uma aliança, como símbolo do amor de Deus para com a humanidade. “Olhando para estas alianças, queremos ver sempre o compromisso de Deus conosco e o nosso compromisso, uns com os outros”, disse.

A frase que foi tema do dia, “Quem ama não conhece nada que seja difícil”, foi extraído de um dos sermões de Santo Antônio, onde ele cita o filósofo Cícero. O confrade falou a respeito do amor que o santo paduano tinha por Jesus, superando todas as dificuldades. “O amor verdadeiro é capaz de transformar todas as dificuldades e tornar o que é pesado leve. O segredo é amar, como diz a canção, como Jesus amou”, concluiu Frei Adriano.

Após a homilia, os presentes receberam as alianças abençoadas.

Confira aqui as imagens da Trezena

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com