Destaque, Notícias › 07/12/2014

Familiares e amigos celebram o 7° dia de Frei Agostinho

DSC_0690Foi celebrada neste sábado, dia 6 de dezembro, a missa de 7° dia em memória de Frei Agostinho Salvador Piccolo, falecido na sexta-feira, dia 28 de novembro, vítima de um enfarto.

A celebração foi presidida pelo pároco, Frei Adriano Freixo, e contou com a presença dos familiares de Frei Agostinho, amigos, ex-alunos do antigo Colégio Santo Antônio, e paroquianos.

Em sua homilia, Frei Adriano brincou que o confrade “voou para junto de Deus”.

Sobre a liturgia do dia, o pároco ressaltou a figura de João Batista. “Cada um de nós hoje é convidado a ouvir esse chamado de João Batista. Preparar o caminho, endireitar a estrada da nossa vida, para que Jesus possa nascer”, afirmou.

DSC_0687Se dirigindo aos presentes que estavam celebrando o 7° dia de Frei Agostinho, o pároco ressaltou que a tristeza do momento não pode prevalecer sobre a alegria de sermos filhos de Deus. “A morte gera em nós a tristeza humana, que faz parte da nossa vida. Mas esta tristeza não pode ser mais forte do que a alegria que vem de Jesus. Ele é o único capaz de dar a paz e a alegria verdadeira, que nada pode nos tirar”, acrescentou.

Frei Adriano destacou ainda muitas características de seu confrade. “Um homem zeloso pelas coisas do Senhor, um homem fiel, um cavaleiro, um homem bom, educado, cortez, afável, de bom trato”. E afirmou que estas características vinham da família, da educação que Frei Agostinho recebeu, mas também da sua relação pessoal com Jesus Cristo. “Um homem que se encontrava sempre com o Seu Senhor”, ressaltou.

Sobre a celebração de 7° dia, o pároco afirmou que não é apenas fazer memória, mas é assumir um compromisso com Deus e com aquele que recordamos. “Celebrar o 7° dia é trazer a pessoa para perto de nós, trazer o Frei Agostinho de volta a esta igreja, onde ele esteve tantas vezes, pregando para esta comunidade de fé. Mas trazê-lo à memória é também assumir o compromisso de viver tudo aquilo de bom que ele viveu. Não é um saudosismo, um sentimentalismo, é compromisso, compromisso de vida”, concluiu.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com