Destaque, Notícias › 22/01/2016

Frei Fidêncio é reeleito Ministro Provincial

Frei Fidêncio presidiu a missa solene no dia de Santo Antônio em 2015.

Frei Fidêncio presidiu a missa solene no dia de Santo Antônio em 2015.

Numa eleição disputadíssima, somente em terceiro escrutínio, foi reeleito nesta quinta-feira, 21 de janeiro, no Seminário Santo Antônio de Agudos (SP), Frei Fidêncio Vanboemmel para o serviço de Ministro Provincial da Província Franciscana da Imaculada Conceição.

A eleição começou às 16h30 com a apuração dos votos de 272 frades que receberam as cédulas antes de iniciar o Capítulo com os cinco nomes homologados pela Cúria Geral dos Frades Menores, que são: Frei César Külkamp, Frei Estêvão Ottenbreit, Frei Evaristo Spengler, Frei Fidêncio Vanboemmel e Frei Paulo Pereira. Nesta apuração, não se conseguiu dois terços do total dos votos. A partir de então, a eleição ficou na mão dos capitulares. No primeiro escrutínio, de 143 votos dos capitulares, não se obteve a maioria absoluta dos votos (metade mais um). A eleição foi para o segundo escrutínio e novamente não se conseguiu a maioria absoluta. Em terceiro escrutínio, a eleição ficou para ser decidida entre os dois mais votados: Frei Fidêncio com 67 votos e Frei Evaristo com 58 votos. Venceu Frei Fidêncio com 82 votos contra 61 de Frei Evaristo, sendo um 01 nulo.

Catarinense, natural da cidade de Santo Amaro da Imperatriz, Frei Fidêncio tem 64 anos e há 43 anos ingressou na Ordem Franciscana, quando vestiu o hábito de São Francisco de Assis no dia 20 de janeiro de 1974. Professou solenemente na Ordem dos Frades Menores no dia 2 de agosto de 1978 e foi ordenado presbítero no dia 14 de dezembro de 1979. “Sou filho de agricultores, voltados para o árduo trabalho. Dos pais aprendi a disciplina, o rigor, a ternura e a fé. Depois, a minha vida foi se moldando dentro da Província, como seminarista e frade. Ao me formar dentro da Província, também adquiri o seu rosto, principalmente a formação que recebi dos meus mestres e irmãos”, define-se.

Durante 23 anos, Frei Fidêncio trabalhou na formação franciscana até ser eleito Ministro Provincial no Capítulo Provincial de 2009. “Ao terminar a teologia em Petrópolis eu era candidato a trabalhar numa casa de formação da Província. Na época conversei com o Ministro Provincial, Frei Basílio Prim, suplicando para fazer uma experiência pastoral para ajudar a vencer a timidez. Fui então transferido para a Paróquia de Campos do Jordão, no início de 1981 e lá permaneci até 1985. Depois, a partir de 1986, começou minha trajetória como formador: meio ano em Lages, 1 ano e meio em Petrópolis, 2 anos de estudos em Roma em vista da formação, 7 anos em Rondinha, 3 anos em Guaratinguetá e nos últimos 9 anos mestre em Rodeio”.

Na sua última entrevista, antes deste Capítulo, ao fazer uma prestação de contas de seu governo, deu um parecer do serviço de Ministro Provincial: “Creio firmemente que este serviço à Província seria impossível sem a confiança na Graça de Deus. Os muitos questionamentos que a gente se fez, não diferentes dos questionamentos de Maria Santíssima (Como pode? Como vai ser? Como, se eu não conheço? Etc.), principalmente os que me surpreendiam neste ‘encargo de lavar os pés’, se tivesse de respondê-los somente a partir da minha fragilidade humana, as respostas seriam uma desgraça para a Fraternidade Provincial. Portanto, como outrora para Maria, hoje também para o Ministro: sem a graça de Deus, impossível!”

Fonte: Província Franciscana

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com