Destaque, Notícias › 13/06/2017

Frei Germano pede intercessão de Santo Antônio pelo Brasil

Moacir Beggo

 São Paulo (SP) – O difícil quadro político e econômico que vive o Brasil não foi esquecido pelos sacerdotes que celebraram durante a manhã na Igreja de Santo Antônio do Pari. Na Missa do meio-dia, com a igreja lotada, o pároco Frei Germano Guesser lembrou os muitos títulos do santo franciscano, mas destacou o Intercessor junto ao Pai, o Protetor dos pobres, o auxílio na busca de objetos ou pessoas perdidas e pediu que Santo Antônio nos ajude a reencontrar o caminho como nação. “Que Santo Antônio ajude o nosso Brasil a reencontrar o caminho do bem, da ética, do respeito, da dignidade”, pediu o frade.

Ao falar sobre essa devoção conferida a ele de restituidor das coisas perdidas, Frei Germano lamentou: “Como as pessoas, e também nós, nos perdemos pelos caminhos! Basta olhar para o nosso quadro político e econômico, onde falta ética, honestidade e moral”.

Santo Antônio, segundo o frade, lutou pelos direitos das pessoas mais necessitadas, denunciando as injustiças que sofriam. “Ele não se calava e não se conformava diante da corrupção. Dizia aos que exploravam os pobres que ‘quem aperta uma pessoa pela goela, tira-lhe a voz e a vida. As posses do pobre são a vida dele, e como a vida vive do sangue, ele deve viver disso. Se tirares aos pobres seus parcos haveres, estarás a sugar o sangue dele, estarás a sufocá-lo, e enfim tu mesmo serás sufocado pelo diabo’”, disse, recordando trecho de um dos sermões.

Antônio tinha dotes de retórica, conhecimento teológico, uma grande sabedoria, e no entanto, com o seu carisma, conseguia fazer-se compreender pelas multidões, pelas pessoas simples. “Tanto que ele atendeu a um pedido de São Francisco para ensinar Teologia aos frades. Ele, contudo, usava a linguagem do amor, compreendida por todos. Antônio era também de um família abastada, ele era rico e nobre, mas deixou tudo para viver com os mendigos, assim como fez São Francisco e seus seguidores. E o fez para melhor repartir aquilo que ele tinha”, disse o frade.

Santo Antônio é “um intercessor sempre pronto e potente em seu favor”. Assim o definiu o Papa João Paulo II durante uma visita a Pádua no ano de 1982. “Os santos vivem em Deus e, por viverem em Deus, intercedem por nós, estimulam-nos à fé, à caridade, à esperança e ao seguimento de Jesus Cristo”, completou o frade, pedindo: Que Santo Antônio nos interceda junto a Deus por nós! Que ele nos ajude a reencontrarmos o caminho!

Na parte externa, as filas se formaram em todas as barracas, especialmente de alimentos.

13/06 – DIA DE SANTO ANTÔNIO

Nesta terça-feira, dia 13 de junho, a Igreja celebra Santo Antônio.

Em nossa Paróquia, os festejos começam cedo, às 6 horas da manhã, com a celebração da 1ª missa.

As missas acontecem a cada hora e meia, às 6h00, 7h30, 9h00, 10h30, 12h00, 13h30, 15h00, 16h30 e 18h00.

Missa solene das 19h30, seguida de procissão pelas ruas do bairro, encerra a parte religiosa da festa.

Durante todo dia haverá bênção do pão e dos fiéis, dentro e fora da igreja.

Festa externa acontece a partir das 6 horas, com distribuição do pão bento, venda do lírio e tradicional bolo de Santo Antônio, além das barracas de comidas típicas e bingo.

 

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com