Notícias › 22/10/2014

Irmãs Scalabrinianas iniciam tríduo no Pari

DSC_0055Nesta terça-feira, dia 21 de outubro, aconteceu na Paróquia Santo Antônio do Pari o 1º dia do tríduo pela canonização de Madre Assunta Marchetti, cofundadora da Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeo Scalabrinianas. As irmãs tiveram forte presença no bairro, através do Colégio Santa Teresinha, que funcionava no Alto do Pari.

A liturgia do dia trouxe a leitura de São Paulo aos Efésios (cf. Ef 2,12-22), onde ele fala: “Assim, já não sois mais estrangeiros nem migrantes, mas concidadãos dos santos”. Em sua homilia, Frei Adriano ressaltou a coincidência desta liturgia, celebrada com as Irmãs Scalabrinianas, e o aspecto missionário e de acolhida e trabalho com os migrantes e imigrantes que elas realizam. “Todos nós somos irmãos em Cristo Jesus”, afirmou o frade.

Após a homilia a Ir. Leocádia Mezzomo dirigiu algumas palavras aos presentes, falando sobre a vida e obra de Madre Assunta Marchetti.

DSC_0039Ao final da missa, todos foram convidados a participar do 1º dia do tríduo, que foi conduzido pelas irmãs. Nos cantos, preces e leituras, os presentes puderam se aproximar um pouco mais da vida e carisma das religiosas.

Frei Adriano pediu então que as irmãs se apresentassem, e falassem um pouco de seu trabalho. Mais de 30 religiosas estavam presentes, dentre elas a Superiora Geral, Ir. Neusa Mariano. Muitas delas já passaram pela comunidade Santa Teresinha, que fica no Pari.

Em seguida, Bona, que faz parte da equipe litúrgica da paróquia, convidou aqueles que tinham alguma relação com o Colégio Santa Teresinha, ex-alunos, pais, professores e funcionários, que fossem para frente do presbitério. Muitos se apresentaram, demonstrando assim a estreita relação entre o antigo colégio e a Paróquia.

O Tríduo continua nos próximos dias, em outras paróquias ligadas às irmãs Scalabrinianas. A canonização de Madre Assunta Marchetti acontecerá no próximo sábado, dia 25 de outubro, às 10 horas, na Catedral da Sé, em São Paulo. No domingo, dia 26, haverá uma missa em ação de graças na Basílica Nacional de Aparecida do Norte, às 8 horas.

Madre Assunta Marchetti

Nasceu em Lombrici di Camaiore, Lucca (Itália) o dia 15 de agosto 1871. Partiu como missionária para o Brasil com 24 anos de idade e nunca mais voltou à sua terra natal. Morreu entre as órfãs como sempre havia desejado, no dia 1° julho 1948, em Vila Prudente, S. Paulo, SP.

Madre Assunta é a cofundadora da Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeo – Scalabrinianas. Ela amou intensamente o próximo, especialmente as coirmãs de vocação, dedicando-se com ternura ao cuidado dos mais pequenos entre os órfãos, pobres, doentes e migrantes em diversas cidades de São Paulo e no Rio Grande do Sul.

Foi no amor a Jesus eucarístico e a Maria Santíssima que encontrou forças em todos os momentos de sua humilde existência missionária. Serviu como cozinheira, enfermeira, catequista, superiora geral e local. E, porque foi grande amiga de Deus e do próximo necessitado, podemos invocá-la nas nossas necessidades.

Saiba mais sobre a canonização de Madre Assunta Marchetti e as Irmãs Scalabrinianas.

Veja aqui a galeria de fotos.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com