Notícias › 17/12/2013

Pedro Fabro: o novo santo da Igreja

pedro_fabro_2O jesuíta Pedro Fabro, um dos primeiros companheiros de Inácio de Loyola, fundador da Companhia de Jesus, foi proclamado santo nesta terça-feira, 17, pelo papa Francisco, que recebeu em audiência privada o Prefeito da Congregação da Causa dos Santos, Cardeal Angelo Amato. No decorrer do encontro, após ouvir o Relatório, o Sumo Pontífice estendeu à Igreja universal o culto litúrgico em honra ao Beato Pedro Fabro.

Para a Cúria dos jesuítas, a canonização do Beato Pedro Fabro tem um significado especial, porque ele é um modelo de espiritualidade e de vida sacerdotal para o atual Pontífice, e, ao mesmo tempo, é um importante ponto de referência para a compreensão de seu estilo de governo.

Pedro Fabro era francês, natural da Saboia, onde passou a adolescência apascentando os rebanhos de seu pai. Ajudado por um tio sacerdote, veio a ser também estudante da Sorbone em Paris, onde Santo Inácio o encontrou e orientou espiritualmente. Ordenado sacerdote fez os Exercícios Espirituais sob a orientação de Inácio. Foi ele quem celebrou em Montmartre a missa em que os seis primeiros jesuítas, ainda não sacerdotes, fizeram seus primeiros votos de pobreza, castidade e de ir à Terra Santa, para lá gastarem suas vidas na ajuda às almas. Mais tarde foi enviado em missões importantes à Alemanha, onde conquistou S. Pedro Canísio, e a França, espanha e Portugal. Chamado pelo Papa para participar do Concílio de Trento, morreu em Roma, em 1546 e foi beatificado por Pio IX em 1872. Agora, o Papa Francisco estenderá o culto litúrgico à Igreja universal.

Fonte: Portal dos Jesuítas

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com