Notícias, Reflexão Dominical › 09/09/2016

Um Deus que é 100% Amor

 Frei Gustavo Medella

Em tempos eleitorais, cresce o interesse em torno dos números e das proporções. O candidato B lidera a pesquisa com tantos por cento. O segundo colocado espera ultrapassá-lo depois do debate na TV. Muitos eleitores declaram que vão votar em branco ou nulo. Números, proporções.

No Evangelho deste 24º domingo do Tempo Comum Lc 15, 1-32, Jesus também lança mão de números e proporções nas parábolas que conta:

Primeiro, uma ovelha entre 100 acaba se perdendo. E é sobre este 1% do rebanho que o pastor se detém a fim de resgatar aquela que se desviara do caminho. Reencontrá-la é motivo de alegria.

Em segundo lugar, uma moeda entre as 10 que a mulher possuía também some. Ela acende a lamparina, varre a casa, encontra a moeda e faz festa! Grande alegria em reencontrar os 10% de suas economias que haviam se extraviado.

Por último, na conhecida parábola do Filho Pródigo, um entre dois filhos se deixa seduzir por falsas ilusões e desliga-se da família em busca de aventuras pouco consistentes. Perde-se. E o Pai se mantém firme na esperança do retorno de 50% de sua descendência. O rapaz retorna, motivo de festa e alegria.

As proporções são diferentes: 1, 10 e 50%. O amor é sempre o mesmo: total, 100%. Afinal Deus sabe que não são simples números, mas que cada cifra traz consigo uma vida, uma história, um filho muito amado que Deus deseja ter junto de si. Jesus deseja representar, apresentar e encarnar este amor sem reservas e tem como meta despertá-lo no coração da humanidade. Nem sempre consegue, não por culpa ou ineficiência, afinal é Deus, mas pelo fato de respeitar a liberdade fundamental das pessoas em aderir ou não o projeto que Ele propõe!

(Fonte: Franciscanos)

 

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com